O PERFUME DO SURF NO FEMININO CHEGA SEGUNDA-FEIRA À COSTA NOVA

É já na próxima segunda-feira (30 de Agosto) que vai para a água o campeonato mais feminino do surf nacional.

A 17ª edição da Miss Costa Nova Cup será mais uma demonstração da qualidade do desporto no feminino em Portugal, que teve como mais recente ponto alto o quinto lugar de Yolanda Hopkins na estreia da modalidade de surf nas Olimpíadas, em Tóquio.
Muito apreciado pelas surfistas, pelo ambiente e, em especial, pelas ondas da praia da Costa Nova, em Ílhavo, a Miss Costa Nova Cup 2021 contará com as principais candidatas ao título nacional.

MCC20 Miguel Sacramento

 

À partida para a competição na Costa Nova, Francisca Veselko lidera o ranking do Campeonato Nacional de Surf Feminino (Liga MEO), mas a concorrência é muita e muito forte, entre as mais próximas está Carolina Mendes, que em 2017 ao vencer na Costa Nova se sagrou bicampeã nacional.
No lote das 23 inscritas, está ainda a sempre competitiva e candidata Yolanda Hopkins, que chega à praia de Ílhavo com o diploma olímpico e o título de Miss Costa Nova Cup, conquistado em 2020.

MCC20 Miguel Sacramento

 

A estas competidoras juntar-se-á a vencedora da prova de qualificação que abre as hostilidades no mar da Costa Nova, já no dia 30 de Agosto.
O «wild card» atribuído pela organização, a cargo da Associação de Surf de Aveiro, permitirá à vencedora competir com as melhores surfistas nacionais.
A inscrição é gratuita e deverá ser feita no dia 30, às 9h00, na praia da Costa Nova junto da organização, e requer que as atletas, para além de serem federadas, não estejam no ranking 2021 da Liga MEO Surf Feminino.
Devido ao momento sanitário que ainda se vive, as atletas, no acto de inscrição, deverão apresentar o certificado de vacinação ou um teste rápido negativo. A organização disponibiliza testes rápidos que poderão ser feitos no momento da inscrição. Recorde-se que o surf, sendo um desporto individual ao ar livre sem contacto físico, é considerado de baixo risco pela DGS.

No último dia de Agosto e no primeiro de Setembro disputa-se o quadro principal, sendo de esperar grandes momentos de surf e muita emoção, com as atletas de olhos postos no título nacional.

Paralelamente, e ao longo dos três dias do evento mais perfumado das praias portuguesas, a organização volta a proporcionar experiências únicas aos veraneantes, sem nunca descurar a sensibilização ambiental, tão necessária nos tempos que correm.

Ao longo dos três dias do evento, os veraneantes podem também experimentar as sensações do surf, com aulas gratuitas ministradas pelos credenciados monitores da ASA, a mais antiga associação de surf de Portugal.